Share |

terça-feira, 14 de julho de 2009

Coraline


Imagine uma história muito bizarra.
Imaginou?
Agora, insira nela personagens estranhos que têm botões (é isso mesmo, botões de camisa) costurados no lugar dos olhos.

Tudo isso em meio a um cenário surreal, capaz de ser criado apenas pela imaginação de uma criança.
Pois é... Este é o mundo "encantado", porém bizarro, que Neil Gaiman criou para a personagem título de seu livro, Coraline.
O famoso autor da série HQ "Sandman" escreveu a história, e Henry Selick adaptou para as telonas. Aliás, o diretor fez isso de forma tão fascinante quanto o seu "O Estranho Mundo de Jack".
A animação "Coraline" foi o maior sucesso... uma mistura de stop motion com cenários em 3D.
A produção gira em torno de Coraline Jones (e nem ousem em chamá-la de "Caroline"): uma menina que se muda com a família para um casarão, o Palácio Pink - que de pink não tem nada. O aspecto da casa é sombrio e misterioso...


Além da família Jones, outros personagens excêntricos moram no casarão. No andar de cima, vive o senhor Bobo - um maluco que diz criar e treinar camundongos saltadores de circo.
Embaixo da casa moram duas senhoras, as ex-atrizes de teatro Spink e Forcible. Simpáticas, porém tão doidas quanto o senhor B.

Na casa, Coraline vive tristonha pelos cantos, lamentando que seus pais passem o dia trabalhando sem lhe dar a menor atenção.
Até que, um dia ela descobre uma espécie de passagem secreta na casa. Curiosa, Coraline atravessa um misterioso túnel e acaba indo parar em uma realidade diferente.


Nesse mundo alternativo, ela encontra uma versão falsa de seus pais. Eles têm a mesma fisionomia, mas possuem botões costurados no lugar dos olhos. Essa segunda família deixa Coraline fazer o que quiser, e, ao contrário dos seus pais de verdade que vivem sem tempo, esses até brincam com ela.
Nesse universo estranho, os brinquedos de Coraline têm vida, e ela pode até tomar milk-shake no jantar.

Mas, apesar de tudo parecer perfeito, a menina começa a desconfiar daquilo. Principalmente depois que a sua falsa mãe resolve presentear Coraline com um par de botões que ela pretende costurar no rosto da "filha". A menina, assustada, percebe que precisa voltar para o mundo real. O problema é que nesse momento, a falsa mãe de Coraline se torna uma bruxa, e aprisiona os pais verdadeiros dela. Então, com a ajuda do Gato Preto, a garota precisa resgatar seus pais verdadeiros e cair fora daquele mundo repleto de esquisitices.




É uma produção que te prende não só pela história, como pela riqueza dos detalhes. O longa une o sombrio e a fantasia de um jeito único, e com um visual de encher os olhos. Inclusive, as cenas muitas vezes nos fazem lembrar as produções de Tim Burton. Destaque também para trilha sonora. As músicas compostas pela banda They Might Be Giants, conseguem ser agradáveis e sinistras ao mesmo tempo.

Vale destacar também que a voz de Coraline é da atriz Dakota Fanning - a "garotinha assustada" de "Guerra dos Mundos", e que também emprestou a voz para a animação "Lilo & Stitch 2".


Assista a seis clipes de Coraline



Já que estamos falando de Coraline, que tal colocar os botões também nos teus olhos?


Clama!!!rsrs...Só na suas fotos!!!rs



Tem até um grupo no site do flickr, só com pessoas com botões nos olhos...





Não deixe de visitar o Passo a passo da Menina rosa...é sobre esta menininha de cabelinho azul também!!

Aqui

Até um próximo Balaio de gato!

Bjinhu no ♥

*As fotos foram tiradas do Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário